terça-feira, 10 de julho de 2012

Arquitetura Islâmica


Domo da Rocha, o primeiro domo islâmico, construído em Jerusalém


 Mesquita otomana com domo no estilo da Hagia Sophia


Mesquita situada na cidade do Cairo, Egito.


Mesquita de Djenne, na África


Mesquita persa, com influência babilônica



Arco mouro


 O Taj Mahal é perfeitamente simétrico, sinal de influência chinesa




Predominante no norte e leste da África, no Oriente Médio e na Ásia Central, a arquitetura islâmica é fortemente influenciada pela arte de outros povos, como os romanos, egípcios, bizantinos e persas. Isso porque, à medida que os islâmicos conquistavam novas regiões, sua arquitetura passava a adquirir elementos dos povos dominados. Seguem alguns exemplos:
- na Espanha (que esteve durante muito tempo sob domínio islâmico), os elementos principais da arquitetura moura eram os arcos interiores, adaptados dos arcos romanos;
- na Pérsia, o estilo de construção foi influenciado pela utilização de tijolos e paredes esmaltadas, elementos oriundos dos babilônicos;
- na Ásia Central, é forte a presença da simetria, típica dos chineses;
- no Egito, destaca-se a utilização de pedra e elementos decorativos, como os vitrais dos próprios egípcios, que sempre valorizaram muito esse tipo de elemento;
- no leste da África, encontram-se as construções feitas com barro e madeira, dos povos nativos da região;
- na China, há mesquitas que se parecem com pagodes chineses.

Mas também existem elementos próprios dos islâmicos, como a repetição ordenada de estruturas e elementos decorativos, a utilização de colunas e colunatas, e, principalmente, a construção de domos ou cúpulas. O primeiro domo islâmico foi construído no século VII em Jerusalém: o Domo da Rocha. A forma como ele foi construído serviu de modelo no Oriente Médio até o século XV, quando os otomanos conquistaram Constantinopla. Lá, eles se encantaram com a Hagia Sophia e passaram a utilizá-la a partir daí. Este novo modelo permitia transformar as mesquitas em espaços amplos e claros, em substituição ao modelo tradicional, que era escuro e apertado.

0 comentários:

Postar um comentário

Agradecemos por sua participação. Volte sempre.