terça-feira, 10 de julho de 2012

Arquitetura Indiana


Templo de Shiva Madras, na Índia.



Detalhe de templo em Konarak, Índia.


Torre da Vitória no Forte Chittorgarth, Índia.


 Detalhe de templo em Halebidu, Índia.



Detalhe de templo para o deus Shiva, na Índia.


Templo Wat Phra Keo, em Bancoc, Tailândia


Templo Meeknashi, na Índia


Palácio dos Ventos em Jaipur, Índia.


Templo Brihadishwara, na Índia.

A arquitetura indiana é uma mistura de diversas culturas e tradições do “subcontinente indiano”, que compreende Índia, Sri Lanka, Bangladesh e Paquistão. Mas cada um desses países possui seus próprios estilos e é impossível determinar uma escola de arquitetura comum para toda a região. Mesmo de forma isolada, esses estilos têm importância por gerarem construções marcantes e terem influenciado grande parte da Ásia.
O templo de Angkor Wat, no Camboja, é um exemplo de influência da arquitetura indiana. A utilização de blocos de pedra extremamente adornados é uma marca hindu. Outros exemplos são os budas esculpidos em pedras, espalhados por toda a Ásia, presentes em pagodes e outros templos budistas.



                                      

Buda esculpido em pedra.


Detalhe de templo no Sri Lanka


Templo Calukya em Khajuraho, Índia.



Templo de Angkor Wat, no Camboja.


Templo de Jain, na Índia.

 Ao longo da História, a arquitetura indiana manteve seus traços principais, mas recebeu muitas influências externas: colunas foram trazidas por Alexandre o Grande; arcos e domos, pelos turcos e afegãos; estilos ocidentais (principalmente o barroco e o neoclássico), pelos colonos portugueses, holandeses e ingleses.



Templo pagão, na Birmânia.


Templo pagão com cúpula coberta de ouro, na Birmânia.

0 comentários:

Postar um comentário

Agradecemos por sua participação. Volte sempre.